Home / Esportes / Hidroterapia na terceira idade – Por Fernanda Colella

Hidroterapia na terceira idade – Por Fernanda Colella

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 3,00 out of 5)
Loading...

Quem não quer envelhecer com saúde? Pois é, a população da terceira idade está cada dia aumentando, e com isso aumenta a preocupação com sua qualidade de vida também, portanto ser idoso ou se achar velho demais para praticar atividades físicas não é desculpa para não se manter ativo nos dias atuais.

Por isso, o artigo de hoje vai falar um pouco da hidroterapia na terceira idade, uma terapia que vem crescendo aos poucos e ganhando até as academias proporcionando a independência de que todo idoso necessita.


A hidroterapia consiste no uso de água com fins terapêuticos, normalmente em uma piscina ou tanque de imersão, com água aquecida, onde utiliza-se dos efeitos físicos, fisiológicos e cinesiológicos advindos da imersão do corpo.

O meio aquático proporciona sensação de redução do peso corporal, possibilitando assim maior liberdade de movimentos, mais tranquilidade e maior segurança durante a execução dos exercícios, uma vez que o risco por quedas é mínimo, permitindo que o idoso realize exercícios que no solo seriam realizados com dificuldade.

Os exercícios em água aquecida promovem inúmeros benefícios, veja a seguir as vantagens que essa terapia pode proporcionar:

  • A flutuação reduz drasticamente o peso que é transmitido através da cartilagem articular lesionada e dolorida e de outros tecidos articulares sensíveis. O exercício é menos doloroso, além de diminuir a gravidade e o atrito das articulações, proporcionando uma qualidade de exercícios e movimentos que não seriam possíveis em solo;
  • A capacidade de se movimentar rapidamente através da água permite a prática de exercícios aeróbicos, como corridas e até saltos;
  • A liberação de endorfinas ajudará a reduzir possíveis sensações de dor e produzir sensação de bem-estar, mesmo após o final da terapia;
  • O trabalho aeróbico também promove melhora do equilíbrio e coordenação motora, reduzindo o risco de quedas;
  • A pressão hidrostática ajuda também a diminuir o edema e melhorar a circulação;
  • Auxiliando na propriocepção, reeducação postural, no ganho de amplitude e flexibilidade, redução da atrofia e melhora da função. Aumento de força e massa muscular pela densidade da água, além de reforçar a moral do paciente, pela independência e atividades realizadas dentro da água.

As vantagens dessa terapia geram efeitos como:

  • Alívio de dor e espasmos musculares;
  • Manutenção ou aumento de amplitude de movimento das articulações;
  • Fortalecimento muscular e treino de resistência;
  • Reeducação dos músculos paralisados;
  • Melhora da circulação;
  • Encorajamento das atividades funcionais;
  • Manutenção e melhora do equilíbrio, coordenação e postura.



Há ainda uma considerável estimulação de percepção:

  • Visual;
  • Articular;
  • Via proprioceptores cutâneos;
  • Pelo calor.

 

E se você ainda não se convenceu que a hidroterapia é uma ótima atividade para todas as idades em específico a terceira, leia a seguir onde mais a hidroterapia pode atuar:

  • Facilitando na execução de exercícios de intensidade moderada;
  • Melhorando a capacidade de restabelecer a homeostase;
  • Melhorando a força e resistência muscular;
  • Facilitando o trabalho de pacientes com problemas degenerativos nos ossos, articulações e tendões;
  • Diminui a susceptibilidade destes pacientes à dor e novas lesões;
  • Melhora o equilíbrio coordenação neuromuscular comprometidos;
  • Trata de desordens da marcha senil e problemas no aparelho locomotor;
  • Aumentando a capacidade de auto-suficiência e bem-estar geral;
  • Mantendo e aprimorando a flexibilidade, coordenação e equilíbrio;
  • Maximizando o contato social e o prazer pela vida;
  • Aumentando o controle de peso e da nutrição;
  • Melhorando a digestão e reduzindo as constipações;
  • Promovendo o relaxamento;
  • Aliviando ansiedades, insônia e depressão;
  • Sustentando o vigor sexual.

 

 

 

Porém como em qualquer outra atividade, a hidroterapia requer auxílio e indicação de um profissional e também têm suas contraindicações e precauções, são elas:

  • Pessoas com infecções, que podem ser de pele, gastrintestinais, dor de garganta e gripe, radioterapia profunda, problemas renais graves, ou qualquer outro tipo de doença infecciosa que possa ser transmitida pela água, são contraindicadas;
  • As precauções requerem apenas a atenção do fisioterapeuta para que possa dar o melhor suporte para o paciente: incontinência urinária, epiléticos, cardiopatas, feridas abertas ou ulcera tem que ser devidamente coberta por curativos impermeáveis e pessoas com fobias de água.

 

Agora que você já sabe os benefícios da junção de uma piscina quente, um bom profissional e uma atividade física podem te proporcionar… é só cair de cabeça e ter uma vida muito mais saudável.

 

 

Escrito por Fernanda Colella – Fisioterapeuta
Crefito –  159231-F

About Equipe Treinos Academia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top