Home / Eliézer Giazzi / Benefícios dos exercícios físicos para o coração

Benefícios dos exercícios físicos para o coração

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Em entrevista exclusiva para o site Treinos Academia, o cardiologista e professor de Medicina da Universidade Federal de São Paulo Edson Faria apresenta como o exercício físico regular e correto pode evitar doenças e melhorar o funcionamento de um dos principais órgãos do corpo

 

os-melhores-exercicios-para-o-coracao

Benefícios dos exercícios físicos para o coração

O coração é um dos principais componentes do sistema circulatório. Ele é responsável por receber, filtrar e bombear o sangue para todo o resto do corpo. Mas, para exercer com perfeição suas funções, é necessário de uma boa preparação física por parte de quem o carrega. Nos tempos atuais, o sedentarismo e a má alimentação cada vez mais evidente estão contribuindo para seu mau funcionamento e abrindo espaço para as doenças cardíacas.

 

Nos primórdios da espécie humana, a simples atividade cotidiana, com períodos de repouso entremeados com períodos de grande atividade física para obtenção de alimento ou simples defesa da vida, exigia do corpo humano uma boa preparação física, e pra isso o ser humano era estimulado a praticar esses “exercícios” para sua própria sobrevivência. Segundo o cardiologista e professor de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Edson de Faria, com o processo civilizatório, a vida cotidiana passou a incluir períodos maiores de sedentarismo, com redução das oportunidades de “treinamento não programado” dos sistemas corporais. Igualmente, as mudanças nutricionais que acompanharam essas outras mudanças da atividade humana, em geral, acrescentaram mais um componente para deterioração dos sistemas orgânicos.

 

O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, concluiu que a prática de, pelo menos 150 minutos (2 horas e meia) semanais de exercício físico aeróbico moderado, equivalendo grosso modo a caminhadas prolongadas em passo acelerado, reduz o risco de infarto e de derrame significativamente, mediante o controle do peso, do diabetes, da hipertensão, do metabolismo do colesterol e da melhora da capacidade dos vasos sanguíneos se adaptarem e dos tecidos corporais extraírem melhores quantidades de oxigênio e de nutrientes. Como um “extra”, também diminui o risco de desenvolver uma grande variedade de cânceres.

 

Segundo o doutor Edson, o conhecimento sobre essas relações entre a prática de exercícios e a saúde cardiocirculatória provém de múltiplas fontes, principalmente da experiência com o treinamento de atletas, dos dados de companhias de seguros (durante a segunda metade do século XX, foram elas as responsáveis por boa parte do trabalho de identificação dos “fatores de risco”) e das tentativas de prolongamento de vida para os pacientes em fila de transplante cardíaco. No caso de atletas, percebeu-se a melhoria da saúde cardiovascular em relação à população geral, mas também se percebeu que havia incidência maior de morte súbita no caso de treinamento excessivo. No caso das companhias de seguros, notou-se que o risco de precisar sacar o seguro de vida ou de invalidez era menor no caso de praticantes de atividade física moderada habitual, mas não era tão interessante no caso dos atletas de altíssimo desempenho, que também mostravam riscos elevados.

 

Por fim, o doutor salienta a importância de um exame médico preventivo antes de qualquer exercício físico. “O ponto mais importante para realçar é a necessidade de exame médico prévio ao início da prática de exercícios para qualquer pessoa, com prescrição de rotina individualizada. Não existe prática de exercícios 100% segura nem rotina que sirva para todo mundo. Em linhas gerais, um programa não competitivo, com predomínio de atividades aeróbicas moderadas, mas com musculação básica, cumpre bem as funções. Um preconceito corrente é de que pessoas idosas, ou pessoas hipertensas, por exemplo, não devem fazer exercícios, o que é completamente equivocado, já que são dois dos grupos que mais podem se beneficiar dessas práticas”, conclui.

 

Eliézer Giazzi é jornalista e colaborador do site Treinos Academia

 

About Equipe Treinos Academia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top