Qual o melhor WHEY? Concentrado, Isolado ou Hidrolisado?

Conheça melhor cada tipo de Whey Protein e saiba os melhores horários para usá-los!

 

Fundamental não tão simplesmente e superficialmente para a hipertrofia muscular, a proteína é um nutriente essencial para a vida. Basicamente, as células são compostas de proteínas, as enzimas, que possibilitam que as reações ocorram são proteínas, os tecidos diversos do corpo são ou tem algum tipo de ligação com proteínas. E é claro que é indispensável o consumo proteico adequado na dieta, garantindo uma renovação proteica (que é contínua) coerente com as individualidades de cada um. Porém, nem sempre é possível alimentar-se de maneira adequada, seja por falta de disponibilidade, tempo, vontade ou qualquer outro fator. E é justamente nesse momento que os suplementos alimentares podem fazer a diferença.

 

 

O mercado de suplementos alimentares tem a cada dia incrementado mais benefícios à vida não só de praticantes de atividades físicas, mas, de pessoas não praticantes de atividades físicas também. Isso porque, através de suas tecnologias cada vez mais avançadas, precisas e atendendo cada vez mais necessidades específicas, é possível viabilizar o consumo de complementos ou suplementos alimentares à diversas ocasiões onde a alimentação não é possível ou não supre determinada busca. As contínuas inovações permitem que não somente a objetividade e qualidade do produto seja levada em consideração, mas, também, suas características organolépticas e sua funcionalidade.

 


 

Assim como praticamente todos os outros suplementos alimentares, o whey protein, ou a grosso modo, a proteína do soro do leite, possui diversas tecnologias que a diferencia não somente de marca, mas também de grau de pureza, implemento de vitaminas/minerais e/ou outros compostos, implemento de flavorizantes, tecnologia aplicada em favor de algum benefício específico etc. Entre essas tecnologias aplicadas, podemos citar as filtrações diversas que existem no mercado.

 

Em primeiro lugar, a matéria prima básica para a produção do whey protein, como já dito, é o soro do leite. Se você quer fazer uma experiência para aproximar-se da quantidade de soro de leite presente no leite e que é utilizada para fazer o whey protein, então adicione 2 colheres de sopa de vinagre acético em um copo de 200ml de leite e aqueça-o sem deixar ferver. Após isso, coe o líquido em um filtro de papel. Repita o processo 2X. A última saída de líquidos é algo próximo ao que se extrai de soro de leite para a fabricação do whey protein. A partir disso, ele ainda sofrerá outras filtragens, reduzindo ainda mais o seu volume. Então, daí já percebemos o porque do whey protein custar tão caro.

 

 

A primeira filtragem basicamente envolve a extração do soro do leite, passando então por uma próxima filtragem que diminui a quantidade de carboidratos, lipídios e outros compostos que não são convenientes para o objetivo final. Porém, a partir da primeira filtragem, o que diferencia uma proteína da outra é a tecnologia em que é aplicada, pois, diversas são as possibilidades de filtragem naquele produto. Assim, normalmente quanto mais puro e filtrada é a proteína, também melhor será seu aproveitamento no corpo (e mais cara será).

 


 

Dentre todas as muitas tecnologias que existem como filtragens por extração iônica, três delas são as mais comuns, básicas, conhecidas e também funcionais, resultando nos conhecidos Whey Protein Concentrado (WPC), Whey Protein Isolado (WPI) e Whey Protein Hidrolisado (WPH).

 

Mas, afinal, qual a diferença entre elas e em quais momentos devemos utilizar cada uma delas? Vamos conhecê-las então…

 

 

Whey Protein Concentrado

 

Whey Protein Concentrado, entre os três tipos, pode ser considerado o mais simples, “integral” e com menor processamento. Isso porque, ele passa por poucos estágios de filtragem, garantindo uma qualidade boa de proteína (que variará de acordo com a matéria prima, tipos de equipamentos usados, condições dos equipamentos usados etc), mas não tão pura como nos outros dois casos e também não previamente hidrolisada (ou seja, a disponibilização de aminoácidos em sua forma livre ou em di/tri-peptídeos). Normalmente, a concentração de um whey protein concentrado varia de 70-80% de proteína. Entretanto, isso não o faz inferior, mas, conveniente para ser utilizado em determinados momentos, como veremos por conseguinte nas formas de utilização.

O sabor do Whey Protein Concentrado é normalmente o melhor, entre os três tipos básicos.

 

 

Whey Protein Isolado

 

 

Whey Protein Isolado é uma das formas mais puras ou, dependendo da marca que estivermos falando, é a marca mais pura de whey protein. Normalmente, todas as outras substâncias que não são proteínas, não removidas desse produto, como os carboidratos e os lipídios. Contudo, pode haver algum tipo de adição de flavorizantes e adoçantes que acrescentem um ou outro graminha de carboidrato.

Esse whey normalmente é utilizado não só por atletas, mas também por pessoas que são intolerantes a lactose e precisam de um aporte proteico maior, pessoas que estão em recuperação de cirurgias bariátricas ou que irão fazê-la, entre outras.

Hoje, existem várias formas de obter o whey isolado, com diversos tipos de filtragens, desde as mais simples, até as mais tecnológicas, incrementando uma qualidade excepcional aos produtos (e um preço bem salgado também).

O sabor do WPI, normalmente é intermediário entre os concentrados e hidrolisados, podendo em determinados casos se aproximar mais de um ou de outro. Normalmente, quanto mais filtrado, menor será o sabor.

 

 

Whey Protein Hidrolisado

 

O último deles, é o Whey Protein Hidrolisado. Normalmente esta forma de whey protein além de passar por filtragens ainda possui suas proteínas parcialmente ou completamente hidrolisadas, resultando em tri ou di-peptídeos ou aminoácidos livres. Isso faz com que sua absorção aconteça mais rapidamente, visto que os processos de digestão (hidrólise) já foram feitas. Em alguns casos ainda, são adicionadas enzimas proteolíticas para auxiliar ainda mais na quebra de peptídeos restantes. Entretanto, a adição dessas enzimas não é exclusividade do WPH, sendo utilizada nas outras formas de WPI e WPC também.

O sabor do WPH normalmente é o mais fraco e aguado de todos os outros e sua textura em pó normalmente é um pouco mais cristalina.

Mas, diante das três fórmulas, existe uma melhor ou uma mais conveniente para ser utilizada em determinado momento? Com certeza, a resposta é que existe a mais conveniente para determinado momento e, acima disso, para o custo X benefício, principalmente se o suplemento for comprado no Brasil, onde os preços são extremamente altos e abusivos. Então, vamos conhecer as melhores formas de utilizar cada tipo? Porém, antes, devo lembrar que qualquer um desses tipos de whey proteins podem ser utilizados em quaisquer situações mencionadas, entretanto, estas são apenas sugestões para melhor aproveitamento dos produtos.

 

 

Formas de utilizar cada Whey Protein:

 

WPC

O WPC por ser uma proteína “integral” pode ser utilizado em quaisquer momentos no dia. Seu preço relativamente mais em conta e barato o permite, para alguns indivíduos com melhores condições financeiras, a utilização não só no pós-treino (apesar de outras filtragens serem melhores do que ele para esse momento), mas ao acordar, antes de dormir, e até mesmo entre as refeições, mas claro, sempre com a adição de outra proteína de alto valor biológico como a caseína ou a albumina junto para garantir um balanço nitrogenado positivo por mais tempo.

O WPC pode não ser interessante para indivíduos que possuem intolerância à lactose, principalmente os mais sensíveis.

 

WPI

O Whey Protein Isolado dificilmente será utilizado em misturas com outras proteínas a não ser em blends proteicos. Por seu custo relativamente alto, ele não é uma proteína para situações como o complemento de refeições ou ao acordar. Portanto, a melhor utilização do whey protein isolado tem sido apresentado no pós-treino, garantindo uma rápida disponibilização de seus aminoácidos na corrente sanguínea com um bom balanço nitrogenado. Apesar de não ser conveniente sua mistura com outras proteínas, a fim de garantir o máximo de pureza, o whey protein isolado tem mostrado bons resultados quando combinado com pequenas porções de caseína no pós-treino.

Além disso, o Whey Protein Isolado é largamente utilizado por indivíduos que são intolerantes a lactose, sendo ou não praticantes de atividades físicas.

 

WPH

Por fim, o WPH, por conter uma configuração praticamente digerida de peptídeos tem apresentado bons resultados quando utilizado no pré-treino imediato, garantindo um esvaziamento gástrico extremamente rápido e, assim, disponibilizando seus aminoácidos na corrente sanguínea que é o nosso objetivo.

Também, por seu altíssimo valor (entre todos, normalmente o mais caro) ele não se faz conveniente para a mistura com outras proteínas e tampouco para utilização em outros momentos. Além do fator valor, o fator de que, devido a sua rápida disponibilização de aas na corrente sanguínea, a queda na hiperaminoacidemia também é mais rápida, portanto, um balanço nitrogenado positivo é menos duradouro.

 

 

Conclusão

Conhecer os tipos de Whey Protein é fundamental para definir seus métodos de utilização e obter o máximo resultado de cada suplemento.

Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

 

 

 

Fonte: DICASDEMUSCULACAO.com

4 comments

  1. Qualquer pessoa pode tomar a whey protein ?
    ou há restrição ?

  2. O Whey Protein não tem contra indicação, porém deve ser utilizado com bom senso, pois tudo em excesso não faz bem ao nosso organismo, ainda mais quando falamos de um suplemento.
    Na nossa alimentação já ingerimos quantidade necessária de proteínas, mas quando realizamos exercício físico com frequência e intensidade necessitamos um pouco mais de proteínas após o exercício para recuperação da massa muscular, e é aí que o suplemento é útil por possuir uma proteína de alta absorção.
    Mas cuidado, o suplemento só deve ser utilizado se você fizer exercícios regularmente, pois por mais que suas calorias sejam baixas, sem exercício elas se tornam excesso, e ao tomar o suplementeo, deve-se ter cuidado com o que misturar, sempre utilizar alimentos de baixa caloria, para que elas não fiquem em excesso no organismo.

    Bianca Vieira – Nutricionista – CRN3 – 34996P
    EQUIPE TREINOS ACADEMIA

  3. O WPI consumido com leite prejudica a absorção da proteica?

  4. Equipe Treinos Academia

    De forma alguma Vinicius.

    Apenas procure tomar com leite desnatado que tem maior absorção de líquidos no organismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top